Secretaria

Prevenção

Serviços





29.04.2011
Usuários de planos de saúde privados buscam atendimento no SUS


   O Sistema Único de Saúde (SUS) de Goiânia atendeu a 1.148 usuários de outros planos de saúde no período de 30 de março a 29 de abril deste ano. Os dados, da Central de Atendimento ao Cidadão – Teleconsulta, serviço de agendamento de consultas por telefone para usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) na capital, mostram que usuários de planos de saúde, mesmo pagando para ter direito à assistência médica, têm recorrido aos serviços prestados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

   Os agendamentos de consultas pelo SUS para usuários de planos de saúde são detectados no ato do preenchimento do formulário digital pela Central. Quando liga no Teleconsulta, o paciente fornece informações para preenchimento ou conferência de seu cadastro. Desde março, faz parte deste formulário o questionamento se o usuário possui ou não plano de saúde privado.

   Apesar de o número ser pequeno em relação à média mensal de agendamentos, que nos três primeiros meses deste ano foi de 67,6 mil consultas, ele indica que o SUS é uma referência sanitária consolidada. Reflete também o fato de o Teleconsulta ter contribuído para facilitar o acesso aos consultórios públicos, hoje possível por telefone, com tranquilidade e sem filas.

   Dos 1.148 agendamentos, a maioria foi proveniente do Ipasgo, 750 pessoas. Seguem 175 usuários do Imas, 144 da Unimed, 45 do Saúde Goiânia, 13 da Amil e a mesma quantidade da Geap, 6 do Planmed e 2 da Affego Saúde. A greve do Ipasgo e o protesto dos médicos de planos particulares, que aconteceram nesse período, tiveram consequências no quadro.

   O número de usuários de planos de saúde que freqüentam os consultórios da rede pública certamente é maior do que refletem estas estatísticas. É que as pessoas que procuram o teleagendamento não são obrigadas a informar se têm plano de saúde privado. A resposta para essa pergunta é opcional e não respondê-la não interfere no agendamento. Mas mesmo havendo explicação pelos agentes de atendimento desse detalhe, grande parte dos usuários fica com receio de ter a sua consulta negada.

   A Central de Atendimento ao Cidadão – Teleconsulta agenda consultas básicas não emergenciais de clínica médica, ginecologia e obstetrícia e pediatria. O serviço funciona todos os dias, das 7 às 19 horas, inclusive sábados domingos e feriados. As consultas são agendadas de acordo com o perfil do usuário, por prioridade. Idosos, gestantes, crianças e pessoas com sintomas considerados de risco têm suas consultas agendadas para 24 ou 48 horas no máximo. Os demais têm seu atendimento previsto para até sete dias.




Em números:
plano      qtd
AFFEGO SAÚDE 2
AMIL 13
GEAP 13
IMAS 175
IPASGO 750
PLANMED 6
SAÚDE GOIÂNIA 45
UNIMED 144
TOTAL 1148




Comunicados