21.03.2014

Campanha contra tuberculose começa na próxima semana


Secretaria Municipal de Saúde (SMS) pretende informar e alertar a população e identificar novos casos da infecção


Em referência ao Dia Mundial da Luta Contra a Tuberculose, em 24 de março, a Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS) realiza atividades de conscientização sobre a doença de 24 a 27 deste mês. A abertura do evento será realizada no Centro de Referência em Diagnóstico e Terapêutica (CRDT), na terça-feira, 25, às 9h.

Com o tema Quanto antes você tratar, mais fácil curar. Procure uma Unidade de Saúde, a ação tem como meta informar quais os sintomas e sinais da doença. "Objetivo também é estimular a população a procurar novos casos em seu próprio meio e incentivar as pessoas a procurar o serviço de saúde para fazer a baciloscopia e serem tratadas o mais rápido possível", diz a chefe da Divisão de Agravos Transmissíveis Crônicos da SMS, Ana Cecília Coelho Melo.

Todos devem estar atentos aos sintomas, principalmente os mais suscetíveis a desenvolver a doença, como idosos, alcoólatras, indivíduos com baixa imunidade, usuários de drogas e portadores do HIV. Se apresentarem tosse há mais de três semanas com ou sem muco, febre, principalmente no final da tarde, cansaço, emagrecimento e suor noturno, elas devem procurar a unidade de saúde mais próxima para fazer a baciloscopia, exame que detecta a tuberculose pelo escarro.

Se confirmado o diagnóstico, é fundamental seguir corretamente as orientações médicas e completar devidamente os seis meses de tratamento, pois quando a medicação é interrompida, os bacilos de Koch (Mycobacterium Tuberculosis), causadores da enfermidade, podem se tornar resistentes aos antibióticos e causar o agravamento da doença, além de poderem ser transmitidos a outras pessoas e assim continuarem se espalhando.

Tuberculose no mundo

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), aproximadamente 3 milhões de pessoas, ou um terço dos infectados, não recebem o tratamento necessário. Isso se torna um grave problema, pois portadores do bacilo, mesmo que não desenvolvam a enfermidade, podem infectar outras pessoas que também passarão a transmiti-lo e ao iniciar o tratamento, o doente cessa a transmissão da tuberculose. Por isso o procedimento adequado é extremamente importante.

Texto: Laysse Sanches