Secretaria

Prevenção

Serviços





29.10.2012

Hospital da Mulher e Maternidade Dona Iris é referência no atendimento humanizado


Em cinco meses, hospital já contabiliza 1588 atendimentos na urgência e ambulatório. Apartamentos para gestantes fazem parte da política de atendimento de qualidade no SUS

Gestantes que forem atendidas no Hospital da Mulher e Maternidade Dona Iris (HMMDI) poderão desfrutar, a partir deste mês, de um dos dez novos apartamentos com leitos obstétricos, berços aquecidos, poltronas para amamentação e ar condicionado. Os apartamentos são amplos e individuais, com acesso livre para os pais e demais acompanhantes. Na maternidade, inaugurada em maio de 2012, já funcionam quatro centros de parto vaginal e um centro cirúrgico, equipado com uma sala para parto cesariana e uma sala para parto normal.

Sendy Luana Lindner, de 31 anos, deu a luz a Klaus Lindner no dia 1° de outubro na Maternidade Dona Iris. "Passei o fim de semana com dor e dei entrada no hospital ao meio dia na segunda feira (dia 1/10/2012). O Klaus nasceu às quatro da tarde", conta Sendy, que está instalada em um dos novos apartamentos acompanhada de seu marido e do bebê.

"Já cheguei durante o trabalho de parto e fui avaliada pela equipe de enfermagem e pelos médicos, fui muito bem atendida. O quarto é muito confortável também, de resto agora é só aprender a ser mãe", conta Sendy entre risos. André Alcântara, marido de Sendy, relatou que foi muito bem recebido pela equipe. "O hospital tem estrutura de hospitais da rede particular e o pai tem seu lugar especial. Pude acompanhar minha esposa e meu filho em todos os momentos", enfatiza André.

Segundo o diretor técnico do HMMDI José Renato Rezende, na maternidade, o bebê fica junto com a mãe logo após o nascimento. "Até mesmo o banho é deixado de lado, as enfermeiras apenas fazem a limpeza da criança. O importante é o contato imediato do bebê com a mãe e com o pai", ressalta. Ao sair da maternidade, a mãe já tem consultas com ginecologista e pediatra agendadas para 7 e 28 dias após o parto.

José Renato explica que o atendimento humanizado é prioridade no HMMDI, assim como em todo o atendimento do SUS na rede municipal. Para isso, na estrutura as usuárias são atendidas por uma equipe multiprofissional, com funcionamento 24 horas. A maternidade apresenta ainda consultórios para atendimento de crianças, adolescentes e mulheres vítimas de violência sexual, com acompanhamento clínico e psicológico.

Até o dia 2 de outubro, o Hospital da Mulher e Maternidade Dona Iris realizou 693 atendimentos e 15 partos na urgência. No ambulatório, foram 880 consultas e 750 exames. Dos 650 funcionários previstos para o HMMDI, 180 já fazem parte do quadro de funcionários, incluindo médicos, enfermeiros, psicólogos, técnicos de enfermagem, guardas e administrativos. A maternidade foi projetada para a realização de cinco mil partos por ano, com capacidade de internação em 99 leitos comuns. Nos cuidados especiais para as mães são quatro leitos e, para os bebês, dez leitos de UTI neonatal.




Clique sobre as imagens para ampliar.
Texto
Pollyana Lima